Gif bandeirinha do Brasil
Gif bandeirinha do Brasil 

Dicas de Etiquetas

Etiqueta foi feita para facilitar a vida e não para complicar. É importante sabermos nos comportar, seja em casa, no trabalho, na rua, nos restaurantes, enfim, ser educado nunca é demais.

Regras Básicas de Etiqueta à Mesa
Regras Práticas de Como Servir com Elegância Bebida alcóolica
Lista de itens Conselhos práticos
Almoço,Jantar, Brunch ou Coquetel Modo de comer
Mesa do café da manhã O pratinho do couvert - como usar
Como colocar os talheres, pratos e copos na mesa Repetir pratos
Arrumação da mesa  Servir-se no bufê
Não se servir antes do anfitrião Remoção de resíduos
Posição à mesa Acidentes de deglutição
Uso dos talheres e copos Higiene pessoal
Copos de bebidas Brindes e discursos
Cardápio Comida caída do prato
O Chá Os cotovelos
Falar enquanto come Vestimenta
Ruídos Apresentações e apresentando convidados
 Como servir queijos e vinhos Agradecimento de uma festa ou jantar

Comer certos alimentos
Comer certos alimentos - FRUTAS

Dicas e Gafes Sociais
SEMINÁRIOS - O palestrante Fazer contatos
SEMINÁRIOS - Os participantes No trabalho  
Pontualidade No avião 
Várias dicas para o dia-a-dia  Modo de andar e sentar
Tudo sobre casamento Convites, Cumprimentos e Roupas  
Maquiagem O traje certo para o tipo de festa 
Dicas Diversas Veja tudo sobre viagens
Culturas Mundiais - Cuidados ao viajar para outros Países Mais dicas de viagens
Como se vestir adequadamente  

 

Dicas diversas

ATITUDES NA HORA DE COMPRAR

No balcão procure não mexer nas peças selecionadas por outra cliente.
Para fazer uma pergunta à vendedora, é delicado primeiro pedir licença a quem ela está atendendo. Pergunte sobre o prazo para trocar as peças e certifique-se do preço de cada item antes de chegar ao caixa para evitar constrangimento.

CASAIS NO CARRO

Quando há dois casais no mesmo carro e a relação é de intimidade, a mulher senta-se ao lado do marido; em casos de mais formalidade, o ideal é o motorista convidar a mulher do amigo para sentar-se no banco do carona, por ser considerado o local de honra.

CELULAR TOCANDO

O correto é a pessoa levar sempre consigo o aparelho de celular, mas caso o deixe sobre a mesa e o mesmo toque sem o dono estar por perto, a melhor atitude é não atender, pois os celulares geralmente possuem caixa postal, que é acionada automaticamente depois de alguns toques e grava a mensagem.
Caso o celular toque insistentemente e esteje perturbando o ambiente, o jeito é atender e dizer que o colega não está disponível no momento. Quando possível, pode-se anotar quem ligou e transmitir o recado.

CORRIGIR ERROS

Evite corrigir alguém que cometeu um erro de português, no caso de pessoas com muita intimidade pode-se dizer depois, quando estiverem à sós, com muita delicadeza qual foi o erro cometido. Mesmo sem ter gostado da correção, quem foi corrigido deve sempre agradecer.

PODE FUMAR?

O sinal mais claro que não se deve fumar em uma casa ou em um escritório é a ausência de cinzeiros, por isso, pedir para fumar é gafe e a resposta pode ser não.

Voltar ao menu de Etiqueta


Apresentações

Quem apresenta quem, quem deve ser apresentado primeiro, como apresentar...

Siga essas três regras básicas:

· os mais jovens são apresentados aos mais velhos;
· o homem é apresentado à mulher;
· a mulher solteira é apresentada à mulher casada.


As pessoas devem ser apresentadas com nome e sobrenome, a não ser em situações informais, como na rua ou na praia.

As pessoas têm nome e gostam de ser chamadas por ele.

Não se deve apresentar ninguém como “meu marido” ou “minha mulher”.

Não apresente a mulher com o nome do marido. O correto é apresentar assim: “Esta é a senhora Ana Lopes” e nunca “Esta é a senhora Carlos Lopes”.

Em situações formais, como reuniões e encontros profissionais segue-se a etiqueta tradicional, que diz que pessoas menos importantes são apresentadas às pessoas de maior destaque, ou seja, fique atento à hierarquia.

 


 


Apresentando convidados...

Saber apresentar os convidados em uma reunião social é muito importante para o sucesso da festa.

Cabe aos anfitriões fazer as apresentações. É muito simpático acrescentar algumas informações sobre a pessoa que está sendo apresentada , facilita que algum assunto comum surja e aumente a integração de todos.

 

Voltar ao menu de Etiqueta


Como servir Queijos e Vinhos

Pensando em organizar uma noite de queijos e vinhos para receber alguns amigos? Conheça as regras básicas para combiná-los de maneira a evitar que o laticínio mate o sabor da bebida ou vice-versa. E veja também as regras de etiqueta para servir vinhos passo- a- passo, para não fazer feio ao receber convidados para apreciar a bebida.

CÁLCULO DE CONSUMO DE QUEIJOS E VINHOS POR PESSOA

O cálculo de queijo por pessoa é de 200 a 250g; e o cálculo de vinho por pessoa è de 2 a 3 copos. É bom lembrar que 1 garrafa tem 4 copos.


VINHOS

  • Segure a garrafa com a mão direita em sua parte central, nunca nas extremidades.
  • Nunca encoste a garrafa no copo. Ao servir o vinho, fique do lado direito da pessoa.
  • Preencha com o vinho metade ou dois terços do copo. Nunca sirva até a extremidade do copo, pois a pessoa que está sendo servida pode fazer um movimento giratório no copo para apreciar o aroma do vinho antes de bebê-lo.
  • Não distancie muito a garrafa do copo ao servir o vinho. Somente para os vinhos brancos e palhetes é recomendada uma certa altura entre o copo e a garrafa, para ajudar na libertação do gás.

 

  • Temperatura em que os vinhos devem ser servidos:
  • Vinhos de mesa tintos: temperatura ambiente, inferior a 20 graus centígrados.
  • Vinhos de mesa brancos: temperatura entre 8 e 12 graus centígrados.
  • Palhetes e verdes tintos: temperatura entre 12 e 16 graus centígrados.
  • Espumantes naturais e vinhos doces de mesa: temperaturas baixas, não inferior a 6 graus centígrados

QUEIJOS

  • Queijos duros e fortes (parmesão, por exemplo) combinam com vinho tinto encorpado e escuro.
  • Queijos de massa azul (gorgonzola, roquefort, por exemplo) pedem vinhos doces e tintos encorpados
  • Queijos suaves (emmental, gruyere, por exemplo)acompanham bem os tintos suaves.
  • Queijos de massa mole (frescos de cabra, ricota, por exemplo) combinam com vinhos brancos leves e aromáticos.
  • Queijos frescos com lactose elevada, pouco salgados e pouco ácidos (mozzarela, camembert, brie, por exemplo) acompanham bem vinhos brancos leves.

A MESA

O primeiro passo é escolher ao menos 5 tipos diferentes de queijo, que devem ir do suave ao mais picante. Acomode-os em bandejas por toda a mesa, sem entretanto cortá-los ou fatiá-los. Disponibilize pratos, garfos e facas de sobremesa.

Reserve também cestas com pães pequenos e diferentes (tipo italiano, alemão, francês, centeio, com nozes), sempre inteiros, e uma charcuterie com iguarias picantes, como alho, pimenta, cebola e manteigas com ingredientes do tipo anchovas e caviar. Galheteiros com páprica, cominho e pó de alho também são bem-vindos.

COMPLEMENTO

Os pães são indispensáveis. Você pode optar por servir ciabattas, pães italianos, franceses etc. Reserve para esta degustação um pouco de manteiga e patês.


PARA OS CONVIDADOS QUE NÃO APRECIAM QUEIJOS

Seria muito elegante que o anfitrião estivesse atento a esse detalhe. A própria pâtisserie e os pães irão satisfazer a fome de seus convidados, mas você poderá também reservar um suflê de queijo ou uma deliciosa sopa de cebola bem gratinada para os que não aderirem à mesa de queijo e vinho.

A SOBREMESA

Uma bela opção é a apfelstrudel, a torta de maçã alemã pode ser combinada com vinhos brancos doces, de preferência alemão. Frutas frescas podem ser harmonizadas com brancos como um Moscatel ou um licor. A combinação do vinho com o chocolate é um tema bastante controverso. Há quem indique um bom rum, outros um vinho super doce ou até mesmo apenas água. Experimente!

Voltar ao menu de Etiqueta



DICAS DE VIAGEM

Visite também nosso link de Turismo, veja como arrumar mala, fuso horário, aeroportos do Brasil, Conversor de moedas, e muito mais! Clique aqui

Dinheiro Livre - "Formas" de dinheiro para levar em viagens ao exterior

Qualquer turista brasileiro tem direito levar consigo numa viagem ate 10,000 em dinheiro vivo em Cheques de Viagem ou em Travel Money sem precisar declarar a receita federal.
Vantagens de se andar com dólar: é muito mais fácil trocar uma nota de dólar do que um cheque de viagem, principalmente em pequenas cidades ou num final de semana com os bancos fechados.
Desvantagem: tome muito cuidado com eventuais furtos ou roubos.



Traveler Checks

Traveler Checks podem ser comprados nos principais bancos brasileiros, bastando ter o passaporte na mão. A vantagem de levar ao menos uma parte de seu dinheiro em cheques de viagem, pois a troca do cheque por moeda corrente depende de sua assinatura e da apresentação do seu passaporte, ou caso perca, ou seja, roubado, você poderá ser reembolsado.

Como funciona: você compra em reais no Brasil um determinado numero de cheques em moeda estrangeira. Você os assina uma vez no ato da compra, na linha indicada. Estando no exterior, você poderá trocá-los pela moeda local em casas de cambio e agencias bancarias. Quando você compra o cheque de viagem o banco lhe entregara um recibo. Guarde-o sempre separadamente dos cheques. Esse recibo será importante para reembolso dos cheques em caso de perda ou roubo – leve-o com você e deixe uma copia em poder de se companheiro de viagem, caso tenha. Anote cada numero de cada cheque que você passar, isso facilitara o seu controle e o eventual reembolso. Caso seja roubado ou perca algum cheque vá a alguma delegacia de policia e faca a ocorrência e peca uma copia da declaração. Depois informe a agencia mais próxima da instituição que emitiu os cheques em substituição aos extraviados.


Cartão de Crédito Internacional

A grande maioria dos cartões de Crédito brasileiros são internacionais. A primeira grande utilidade do cartão de credito na sua viagem é que ele é o modo mais fácil de se financiar a passagem, alugar automóvel e fazer reserva em hotéis, tudo com um mínimo de burocracia.


Travel money

O Travel Money no Brasil é apenas oferecido pela companhia de cartão de credito Visa. O cartão magnético é carregado com um valor que você mesmo estipula, pago a companhia quando o adquire.O pagamento pode ser feito em DOC ou em cheque, mas se for em cheque o cartão só lhe será entregue quando o cheque for compensado. Não é cobrada nenhuma taxa adicional.

Esse cartão de viagem permite que você faca saques de moeda local nos caixas eletrônicos Visa em diversos paises do mundo: basta digitar sua senha. O valor do saque é deduzido do valor que ficou “guardado” no seu cartão. Apenas para fazer os saques é que você paga uma pequena taxa.

O Travel Money card é bastante seguro, porque em caso de perda ou roubo, sem o conhecimento da senha ninguém poderá utilizá-lo. Em caso de perda ele pode ser substituído em 48 horas, mas isso lhe Dara um pouco de trabalho. No ato da compra do cartão, você recebe os telefones de contato no exterior e informações sobre os procedimentos a serem adotados em caso de perda ou roubo. Você pode igualmente solicitar um cartão de reserva, e nesse caso continuar a sacar dinheiro com ele se perder o outro.

De qualquer forma, lembre-se de que o Travel Money é útil, sobretudo nas grandes cidades modernas. Se você vai para um canto perdido em busca de aventura, ou a qualquer região menos urbanizada ou turística, informe-se antes dobre a existência de caixas eletrônicos para não ter surpresas.

Locais que o Travel Money card pode ser adquirido:

Citicorp
Tel: 0800-151818

Bank Boston
Tel: 0800-551784

Fonte: GeoSites / TN


Cuidado com os termos do mercado turístico

Passagem aérea em vôo fretado, traslados, hospedagem em hotel categoria turística-superior, em apartamento STD DBL, regime de meia pensão, city tour e seguro-viagem. Preço por pessoa: US$ 2.500 (adicional CHD: US$ 500). Leia de novo o período acima e responda: quantas palavras, muito comuns em prospectos turísticos, você entendeu? Pois saiba que o não entendimento de termos usados por agências de viagens pode azedar seus sonhos de descanso. Tudo começa pela passagem aérea. Vôos fretados são feitos em aviões alugados pelas operadoras exclusivamente para transportar seus clientes. Em geral, a tarifa deles é mais baixa - mas a qualidade dos serviços de bordo costuma ser inferior à dos vôos regulares, que são os que as companhias aéreas normalmente oferecem. Até aí, o entendimento é fácil. É em terra que os clientes passam pelos maiores apuros. A começar pelos traslados. Traslado é, simplesmente, o transporte dos passageiros do aeroporto para o hotel e vice-versa. Nunca se esqueça de confirmar, já na chegada, se o traslado de volta está incluído. Pode evitar muita dor de cabeça. Comida - Outro item que costuma causar confusão é o regime de alimentação oferecido nos pacotes. Em geral, o café da manhã está incluído nas hospedagens - a regra não se aplica nos Estados Unidos, onde a refeição costuma ser cobrada à parte. Meia pensão é quando o pacote inclui, além do café, uma outra refeição, almoço ou jantar. Pensão completa designa que há, pelo menos, café, almoço e jantar incluídos. Nos cruzeiros e em grandes resorts, o número de refeições incluídas por dia pode chegar a seis. No quesito passeios, a atenção do comprador deve ser redobrada. Os pacotes turísticos, em geral, incluem apenas o city tour, um passeio contemplativo que serve tanto para que os viajantes se planejem para visitas mais detalhadas aos pontos turísticos quanto para que eles se localizem mais rapidamente na cidade. Vale lembrar que esse passeio às vezes é feito durante o traslado de chegada. Os outros passeios listados nos folhetos turísticos podem ser opcionais. Ou seja, os clientes terão de pagá-los à parte. Na hora da compra do pacote, tire a dúvida. Dentre os passeios opcionais podem constar excursões a atrações e cidades próximas à sede do pacote - por exemplo, o turistas está no Recife e faz uma excursão a Porto de Galinhas. Esse tipo de passeio dura de um a dois dias e tem um tema específico, em geral diferente do da viagem.


Dicas

Pagamento
É muito comum encontrar um produto vendido à vista e a prazo pelo mesmo preço. Por exemplo, um pacote de oito dias para Fortaleza pode ser oferecido a 700 reais, ou em até quatro parcelas de 175 reais. Isso indica que há espaço para negociar um bom desconto com a operadora, se você puder pagar tudo de uma vez. Para quem vai embarcar para o exterior, o parcelamento pode ser uma boa. Se, ao final do pagamento, o dólar só tiver subido, é claro que você não foi favorecido. Mas os analistas financeiros costumam recomendar o parcelamento em qualquer situação - mesmo com a moeda americana em alta, como andou ultimamente. Isso porque a longo prazo o dólar costuma sofrer oscilações para cima e, sim, para baixo também. O parcelamento é uma forma de você não precisar tentar adivinhar o que vai acontecer. Se nem os especialistas sabem... É como se você adquirisse tudo pelo valor médio do período.


Seguro-viagem
Isso pode fazer falta em casos de emergência. Vale a pena gastar um pouco mais para garantir assistência médico-hospitalar, odontológica e jurídica, além do seguro-bagagem. Uma alternativa para o seguro oferecido pela agência é o cartão de crédito. Os clientes de cartão internacional já possuem um seguro associado a esses produtos. Principalmente em uma viagem longa, é indicado ligar para a administradora e checar quais serviços estão inclusos.


Roubos
As melhores operadoras e agências são aquelas que cuidam de tudo para o cliente - e ainda o indenizam em caso de extravio da bagagem. Mas existe um caso que não está previsto no contrato: o roubo. Juridicamente, não se pode atribuir uma relação de causa e efeito entre as partes. Ou seja, se alguém surrupiar sua bolsa em pleno Pelourinho, a agência não teria nada a ver com isso. Só há um caso em que a operadora deve ser responsabilizada: quando o roubo ocorre dentro do hotel. Como ela escolheu o estabelecimento, é responsável pelo furto ocorrido ali.


No avião

- Convém não abusar dos comissários. Ainda que você esteja na primeira classe, tenha em mente que seus direitos são: uma poltrona maior, menu diferenciado e champanhe. Solicitar demais a atenção do pessoal da aeronave pode conferir ao passageiro a pecha de incômodo.

- Depois de guardar as bolsas de mão no bagageiro, procure retirá-las apenas quando for desembarcar. Esse cuidado é muito bem visto, principalmente à noite, quando os outros passageiros estão dormindo e não desejam ser incomodados.

- Você não paga pelas bebidas que consome durante o vôo. Mesmo assim, consuma sem abusar. Uma dose de uísque nas alturas equivale a três em terra firme. Quem se descontrola no consumo e importuna a viagem pode ser convidado a descer do avião na primeira escala.

- Procure levar uma mala leve e pequena. Evitando o excesso de bagagem, você vai trafegar mais tranqüilamente no aeroporto. Veja mais dicas clicando aqui.


No hotel


- Não há por que buscar muita proximidade com os funcionários do hotel. A maioria não gosta de intimidades.

- Problemas com o atendimento? O primeiro impulso é se queixar com quem está prestando o mau serviço. Mas lembre-se: é mais eficaz reportar o fato ao superior hierárquico do funcionário. Isso normalmente se aplica à limpeza de quartos, serviços de restaurante e recepção.

- O lobby do hotel não é um espaço para reuniões. Para não passar por mal-educado (importunando os demais hóspedes), procure utilizá-lo apenas para marcar encontros, ler um jornal ou tomar uma bebida enquanto espera por alguém.


Nas compras
Insistir em barganhar brindes e descontos pode ser deselegante. Geralmente, as lojas têm uma política para agradar aos clientes. Quando podem elas fazem, quando não... é melhor se conter a passar por chato.

Nos Estados Unidos, mercadorias com etiquetas podem ser trocadas em até seis meses. Não fazer malandragens (como usar e colocar novamente a etiqueta) é um sinal de respeito. Além disso, é muito chato ser flagrado numa atitude de má-fé.

Fonte: VIAGEM E TURISMO

Companhia para Viajar :
www.uol.com.br/oviajante
www.albergues.com.br

 

Voltar ao menu de Etiqueta


Culturas Mundiais - Cuidados ao viajar para outros países

Existem diversas peculiaridades entre as culturas mundiais. Informar-se e respeitar os costumes locais do seu destino turístico e a melhor maneira de evitar situações constrangedoras durante a viagem.

A seguir, um resumo sobre dicas de comportamento que poderá ajudá-lo:

Na Arábia Saudita - Arrotar após as refeições é um sinal de boa educação e de que você ficou satisfeito. E palitar os dentes após as refeições na Itália significa que gostou da comida. Mas na França e em muitos outros países é um ato de extrema grosseria;

No Egito - Sempre deixe um pouco de comida no prato, mesmo que você esteja com muita fome. Isso simboliza abundância, fartura e elogio ao anfitrião;

Na Índia e Marrocos - Grande parte dos indianos e marroquinos tem o hábito de comer com as mãos. E na Bélgica come-se com o garfo na mão esquerda, mesmo quem não é canhoto. Na Índia, encarar as pessoas nas ruas, é considerado uma forma de humilhação. Por lá, a vaca é um animal sagrado, o trânsito é sempre desviado caso uma delas resolva deitar-se na rua;

Em países árabes - A mão esquerda é considerada impura pois é destinada a higiene pessoal, portanto não receba ou ofereça documentos e cartões de visita com esta mão;

Nos Estados Unidos, no Japão, em vários países da Europa - Dar tapinhas nas costas durante um cumprimento é falta de educação. Um aperto de mãos já é suficiente;

No Tibet - Mostrar a língua um para outras pessoas, em algumas tribos do Tibete, é um ato de cumprimento;

Na China - Atos de assoar nariz na rua ou cuspir são sinais de higiene, significa que está tirando algo sujo de dentro do corpo. E deixar de beber todo o conteúdo do cálice num brinde é sinal de grave ofensa;

Em muitos países da Ásia e Oriente Médio - Ao visitar os templos religiosos, deve-se vestir roupas com mangas e compridas, em alguns tirar os sapatos. Sendo proibido tirar fotos no seu interior e tocar imagens e estátuas;

No Japão - Nunca presenteie um japonês com relógios, eles simbolizam a morte. Também nunca coloque um cartão de visitas, que acabou de receber, no bolso ou escreva sobre ele, isso é sinal de grosseria. Portanto ao recebê-lo, segure-o na mão;

No Oriente Médio - É proibido pelo Corão (livro sagrado), mulheres guiando automóveis. Também nunca mostre a sola dos sapatos ao cruzar as pernas, estará assim, insultando o seu anfitrião pois a sola é a parte mais baixa do corpo, portanto a mais suja. Por lá, é comum encontrar homens andando de mãos dadas como sinal de amizade e respeito entre eles;

Na Rússia - Nunca recuse um cálice de vodka na Rússia, ou qualquer tipo de bebida na Irlanda. Isso é imperdoável, considerado um gesto rude;

Na Europa - É um hábito comum dividir a mesa com estranhos;

Na Coréia do Sul - Nunca converse com as mãos nos bolsos ou para trás. Isso é considerado um ato grosseiro;

Não se assuste com a culinária exótica: na Mongólia come-se carne de camelo cozida. Na Finlândia, rena ensopada ou frita. Larvas, abelhas e grilos fritos são aperitivos na Tailândia. Já em Taiwan e Hong Kong, um dos pratos principais é a cobra frita. Um prato de sopa de cachorro na Coréia do Sul é considerado energético;

No Paquistão - Homens e mulheres comem separadamente;

Na Indonésia - Casais não devem se beijar em público.

Para quem quer saber mais, aí estão duas dicas de livros:
- "Guia Empresarial de Viagem" (Suzana Doblinski)
- "Como se Comportar Mundo Afora"(Suzana Doblinski)

Visite também nosso link de Turismo, veja como arrumar mala, fuso horário, aeroportos do Brasil, Conversor de moedas, e muito mais! Clique aqui

Voltar ao menu de Etiqueta

...Fonte:
..Miriam
www.uol.com.br/oviajante
www.albergues.com.br
http://www.cobra.pages.nom.br/bmp-mesabm.html


voltar página Principal